O Núcleo de Arte e Novos Organismos – NANO[1],  coordenado pelos artistas Guto Nóbrega e Malu Fragoso, sediado na cidade do Rio de Janeiro, realizará  em outubro próximo o 3º HIPERORGÂNICOS – SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM HIBRIDAÇÕES e ARTE TELEMÁTICA

Local: Salão Portinari do Palácio Gustavo Capanema – Rua da Imprensa, 16 – Centro – RJ
Horário: de 9:00 às 17:00

 O evento tem caráter artístico/investigativo/acadêmico e está previsto para ocorrer entre os dias 16 a 19 de outubro. Será composto de dois momentos, sendo o primeiro, a realização de um Laboratório Aberto (OpenLab) e o segundo um seminário com palestras de convidados. Ambas atividades serão realizadas de forma presencial e remota, em videoconferência via sistema telemático, com o apoio da RNP – Rede Nacional de Pesquisa.

Trata-se da terceira edição da experiência agregadora de um laboratório aberto experimental e colaborativo que põem em prática projetos artísticos que integram arte, ciência e tecnologia a partir da ideia de hibridismo técno-artístico-biológico. Entende-se que a complexidade das questões abordadas, somada a potencialidade do desenvolvimento tecnológico (hardware e software) quando sintetizado em projetos/sistemas artísticos, exige que a experimentação seja compartilhada para que seja verdadeiramente compreendida.

A proposta esta voltada para importância de se divulgar por meio de debates públicos e colaborações artísticas postas em prática junto ao público de estudos específicos a respeito das relações que surgem entre homens, máquinas inteligentes, o universo tecnológico contemporâneo e a “natureza” constituída a partir dessas relações. Situação esta que se justifica pela onipresença de produtos multimídia resultante da ubiquidade das ferramentas e/ou dispositivos tecnológicos computacionais, pelo crescente numero de teorias e estudos sobre “novas” estéticas e “novas” formas de interação humano/máquina-obra/público, pelos caminhos entrelaçados entre arte e ciência, dentre outras motivações.

Hiperorgânicos III abre a discussão a partir do ponto de vista do artista pesquisador, com enfoque nos processos de criação e nas referencias ou fontes inovadoras de conhecimento. Também investe em questões de ecologia, inclusive ecologia humana, e na possibilidade de surgimento de uma nova consciência a partir da imersão e experimentação criativa nos ambientes cibernéticos. É colocando em prática que os sistemas se interconectam, que as dificuldades que se apresentam são superadas, e que as parcerias se concretizam.

Este é portanto um evento de formato híbrido (teórico/prático, artístico/acadêmico) que discute ideias e põe em prática as mesmas de forma experimental e investigativa, onde a discussão se faz a partir da experiência, e esta, por sua vez, se realiza pela possibilidade de diálogos, trocas de conhecimentos e compartilhamento de processos e procedimentos criativos

A comissão organizadora é composta pelos artistas pesquisadores Guto Nóbrega e Malu Fragoso, professores do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da UFRJ, com a colaboração dos artistas Ivan Henriques, Tânia Fraga, Marlus Araujo,  Adriano Belisário, Nuvem- Estação Rural de Arte e Tecnologia dentre outros que participaram da primeira e/ou segunda edição do evento. Hiperorgânicos III já tem o apoio da FAPERJ para a realização do seminário.

Entre oconceitos abortados se encontram: o futuro (reinvenção) do meio ambiente; aceleração das mutações tecnocientíficas; o uso de recursos naturais; qual o lugar das hibridações entre organismos naturais e artificiais no futuro imediato?; sustentabilidade  [2]; transculturalidade.

Como tema central será abordado a noção de ecologia híbrida, tendo como base hibridações entre organismos naturais e artificiais e a telemática.

OpenLAb

Consiste em encontro imersivo (manhã e tarde) entre artistas-pesquisadores em sistema de laboratório aberto (OpenLAb) de base telemática. Tem por objetivo, através de metodologia dialógica e processual, o intercâmbio de experimentos em baixa e alta tecnologias,  focados na construção de um modelo hiperorgânico que integre em seu corpo práticas da:

Hibridação: interface entre organismos naturais (plantas) e artificiais.

Robótica : experimentos com microcontroladores programáveis (arduino) e mecatrônica básica.

Música: Sonificação das experiências criadas no lab. (PD, conectividade via jacktrip e OSC com demais pontos).

Visualização de Dados: Processing, OSC.

Performance: (movimento assistido por kinetic ).

O HIPERORGÂNICOS – SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM HIBRIDAÇÕES e ARTE TELEMÁTICA é proposto como fórum de discussões que visa refletir sobre os resultados práticos do OpenLab e apresentações temáticas individuais. O simpósio terá transmissão de vídeo em tempo real, contando com palestrantes locais e internacionais. A dinâmica será formatada em três mesas cujos palestrantes terão cerca de dez minutos para apresentação de idéias relativas ao tema do evento, seguido de sessenta minutos para perguntas e diálogo com o público.

O Simpósio abordará questões com base em três eixos temáticos: tecnologia, poética e política. O mesmo será composto de quatro mesas, abertura inclusive, que serão organizadas de forma a privilegiar o debate. Assim sendo, cada convidado terá dez minutos para se apresentar e desenvolver brevemente o tema da sua mesa. Em seguida os moderadores coordenarão as discussões com contribuições do público presente.

Oficina da plataforma Arthron

Coordenação: Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e Dynavídeo.

Arthron é uma ferramenta desenvolvida para facilitar a execução de performances artísticas que utilizam representações midiáticas e o compartilhamento de espaços reais e virtuais em tempo real. Tem como principal funcionalidade oferecer ao usuário uma interface simples para manipulação de diferentes fontes e fluxos de mídia (áudio e vídeo) simultâneos. Dessa forma, o usuário pode remotamente configurar o formato de apresentação e programar a exibição no tempo (quando apresentar?) e no espaço (onde apresentar?) dos fluxos de mídia em um evento.

Esta oficina dá continuidade ao levantamento de requisitos iniciado em 2011, no Festival da Cultura Digital, quando artistas e produtores apresentaram suas primeiras propostas para aprimoramento da plataforma. Durante o OpenLab do Hiperôrgânicos serão apresentadas novas funcionalidades da plataforma e sua integração com o PureData (Pd) e o Jacktrip.

Node Salvador/Bahia

Desde o Hiperorgânicos 2, realizado em junho de 2012, o Grupo de Pesquisa Poéticas Tecnológicas – GP Poética – IHAC/UFBA estabeleceu um ponto remoto de participação no evento, com atividades realizadas em Salvador na sala do GP Poética – veja aqui um vídeo. Durante a terceira edição, teremos novamente um node do evento em Salvador, com programação local e conexão em tempo integral com as atividades do Rio de Janeiro, inclusive com sala de webconferência para participação no Simpósio de encerramento (dia 19/10).

Artistas de todas as linguagens, pesquisadores/estudantes e interessados em arte com mediação tecnológica, telemática, tecnologias livres, robótica, organismos híbridos, gambiarras e assuntos afins estão convidados a participar das nossas atividades, que novamente ocorrerão na sala do GP Poética (UFBA – IHAC – PAF IV – Sala 201). Teremos um hacklab funcionando durante todo o evento, e também performances, apresentações de ferramentas para arte digital e experimentos abertos.

http://hiperorganicossalvador.wordpress.com

 


[1] NANO é um núcleo laboratorial de pesquisa em arte, ciência e tecnologia, criado em 2010 pelo artista Guto Nóbrega e esta vinculado a linha de pesquisa Poéticas Interdisciplinares do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

[2] Estes conceitos tem sido trabalhados por nosso colaborador, o artista Ivan Henriques em seu e-book Oritur (Henriques, Ivan. E-book Oritur, 2011)